Vitória e São Francisco prontos para o Brasileirão Feminino

Por Edmilson Ferreira - Comunicação FBF, 14 de Mar 2019 - 15h06

O Campeonato Brasileiro Feminino A-1 começa neste final de semana e a Bahia terá dois representantes na elite desta competição: São Francisco e Vitória. O campeão terá vaga assegurada na Copa Libertadores de Futebol Feminino de 2020, caso esta competição venha a acontecer.

Campeão baiano de 2018, o Vitória será o primeiro a estrear e joga neste sábado (16), às 17h, no Barradão, contra o paulista Audax. O time do técnico Lucas Grillo se reforçou para a competição nacional e contratou três jogadoras.

A lateral-esquerda Joyce, de 20 anos, veio do América-MG e tem passagens pela base da Seleção Brasileira; a meio-campo Claudinha, de 18 anos, defendeu o Jequié no último estadual; e a atacante Gabrielle Itacaré tem 23 anos e também veio do Jequié, onde marcou 11 gols no Baianão 2018.

“Apesar de jovem, Joyce tem bastante experiência. Já passou por times de tradição no futebol feminino e consegue aliar velocidade com boa técnica. Já a Claudinha fez um belo Campeonato Baiano pelo Jequié e demonstrou potencial para evolução. E Itacaré foi a terceira artilheira do estadual, mostrou ter faro de gol e nos deu muito trabalho no jogo da semifinal”, avaliou Lucas Grilo.

A comissão técnica do Vitória conta ainda com o preparador físico Jeferson Queiroz, o treinador de goleiros Felipe Coelho e a auxiliar técnica Vanessa Pamponet. E no grupo de jogadoras destacam-se a goleira Mariana, a zagueira Tainara, a volante Faby, a meia Tatielly e a atacante Ronaldinha.

NA QUARTA – Sob o comando do técnico Carlos Alberto Santos, o Carlinhos, o São Francisco vai estrear na próxima quarta-feira (20), às 15h, no Estádio Junqueira Ayres, em São Francisco do Conde, contra o Sport.

A principal jogadora do São Francisco é a experiente meia Gilmara. O supervisor Anailson Gomes, o Chiquinho, informou que o clube trouxe a goleira Isabela, do Sampaio Corrêa, e espera a chegada da atacante peruana Steffany Torres, que está servindo a seleção de seu país.

A comissão técnica do São Francisco conta ainda com o preparador físico Ronaldo Oliveira; o auxiliar técnico Francisco Assis; o treinador de goleiros Jairo Borges; o fisioterapeuta Luciano dos Santos; o fisiologista Robson Carvalho; o massagista Adelmo Gomes; o médico Bruno Argolo; e a nutricionista Edigleide Ferreira Andrade.

Mais 14 equipes disputam a elite do Brasileirão Feminino de Futebol. Na primeira fase, os 16 clubes formam um grupo único, onde todos se enfrentam em turno único e os oito melhores colocados se classificam às quartas de final. Os quatro últimos serão rebaixados para o Campeonato Brasileiro Feminino A-2 de 2020.

Nas quartas de final, semifinais e finais, o sistema de disputa será eliminatório (mata-mata), com jogos de ida e volta. Os contratos de novas atletas para utilização no campeonato poderão ser registrados até o dia 15 de julho.

Foto: Mauricia da Matta / ECVitória

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

ENCONTRE-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

ENQUETE